domingo, 6 de maio de 2012

Mudando o marido! (Para as casadas!)

Você se casou com o homem que tanto amava, mas hà algumas coisas nele que precisam ser mudadas. Então, tenta falar com ele mas, quanto mais fala, menos ele ouve. Às vezes, parece que se recusa a mudar somente para contrariá-la. E você fica imaginando se é possivel que o seu marido mude de alguma forma. Concidere, então, o que já sabe: Falar não dá certo. Você tentou diversas vezes, mas nada adiantou. Na verdade, falar pode até piorar a situação,pois alguns maridos continuarão fazendo aquiloque suas esposas odeiam tão-somente para que elas entendam a mensagem e parem de lhes dizer o que devem fazer.

Para conseguir atrair a atenção do seu marido, deve impressioná-lo primeiro; em outrs palavras, você tem que mudar primeiro. Somente quando você. For a pessoa que ele necessita é que ele se sentirá obrigado a mudar também. Esse é o segredo de um casamento abençoado. A mulher muda primeiro e, por causa disso, seu marido muda também, e eles vivem felises para sempre

Quanto mais esperar que seu marido mude, mais ele esperará que você mude.Sendo assim, a situação permanecerá do jeito que esta, se não se tornar pior. Lembre-se de que somos adultos e não crianças. Crianças normalmente pensam assim: " se você me derprimeiro, então eu lhe dou; mas se você não me der, eu não lhe dou..."
Essa atitude infantil não tem lugar dentro de um casamento resposável. Seu marido ainda pode ser o homem dos seus sonhos se você tão-somente usar a sua inteligeência. Desta forma, ambos brilharão e seu casamento será iluminado.

Deus precisa que você se aproxime do seu marido, mas como Ele pode usar uma esposa que é maisteimosa que o próprio marido? Como Ele pode ser glorificado numa esposa que está sempre resmungando e de cara amarrada? Use a sua fé inteligente, pois esta é a única maneira de você obter resultados positivos.

Aja a sua fé, pois sem sacrifício não há " fogo" - que é a chave do casamento...

Perolas de sabedorias...(livro: melhor do que comprar sapatos) escrito por:Cristiane Cardoso

Nenhum comentário: